Busca:

Celso Fonseca

Celso José da Fonseca
15/11/1956 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira artística em 1981, acompanhando o saxofonista Roberto Guima. Integrou, em seguida, a banda do trompetista Marcio Montarroyos e depois a banda de Gilberto Gil.

Participou de shows e gravações com outros artistas brasileiros como Djavan, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Gal Costa, Marisa Monte, João Bosco, Chico Buarque, Elza Soares, Marcio Montarroyos e Rique Pantoja, entre outros, e também com o guitarrista Carlos Santana.

Participou de mais de 20 turnês internacionais, tendo atuado em vários festivais no exterior, como o Festival de Montreux, na Suíça, o JVC, nos Estados Unidos, e o Festival de Jazz de Montreal, no Canadá.

Como produtor musical, foi responsável por discos de Vinícius Cantuária, Dulce Quental, Gilberto Gil ("O eterno deus Mú dança"), Daúde (que lhe valeu o Prêmio Sharp na categoria Melhor Arranjador Pop-Rock de 1996), Virgínia Rodrigues ("O sol negro" e "Nós"), Rosana ("Vende peixe-se"), Verônica Sabino, Adriana Maciel, Daniela Mercury, Mart¹nália e Vicente Barreto.

Em 1998, produziu seis faixas do disco "Brazilian soul", do saxofonista Leo Gandelman, lançado pela Verve americana.

Atuou, ainda, como produtor musical de "Brasil são outros 500", com Carlinhos Brown, Xuxa, Gilberto Gil e Carolina Ferraz, e em discos de Zeca Baleiro ("Vô imbolá") e Gal Costa ("Aquele frevo axé").

Também produziu, para a gravadora Movieplay Portuguesa, o CD "Lisboa-Rio", do mestre da guitarra portuguesa António Chainho. O disco, lançado em 2000, contou com a participação de artistas brasileiros, como Ney Matogrosso, Dominguinhos, Armandinho e Jussara Silveira.

Em 1999, assinou a direção musical do espetáculo "Since samba has been samba", realizado no Royal Albert Hall, em Londres, com Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa, Chico Buarque, Elza Soares e Virgínia Rodrigues, além do cantor e compositor inglês Georgie Fame. Participou do show também como instrumentista, tendo assinado a maior parte dos arranjos.

Em 2001, produziu e lançou, pelo selo Geléia Geral, de sua propriedade em sociedade com Gilberto Gil, o disco "Tributo a John Lennon", que registrou a participação de vários artistas, como Gilberto Gil, Milton Nascimento, Cássia Eller, Herbert Vianna, Lobão e Nando Reis, entre outros.

Como artista solista, gravou os discos "Minha cara" (1986); "Sorte" (1994), "O som do sim" (1995) e "Paradiso" (1997). Em 1995, o CD "O som do sim" alcançou o nono lugar da European World Music Chart, levando-o à Alemanha para a divulgação do trabalho. Em 1997, o CD "Paradiso" foi indicado pela crítica especializada como um dos melhores discos de MPB do ano.

Em 2002, lançou o CD "Juventude/Slow motion bossa nova", com Ronaldo Bastos, fechando a trilogia que incluiu "Sorte" e "Paradiso". No repertório, suas canções "Samba é tudo", "Satélite bar", "Valeu", "Ledusha com diamantes", "A voz do coração", "Dylan em Madrid", "Feito pra voce", "Miles ahead of time", "O sorriso de Angkor", "Meu Carnaval", "Juventude" e "Slow motion bossa nova", todas de sua parceria com Ronaldo Bastos, além de "O que restou do nosso amor", versão do parceiro para "Que reste-t-il de nos amours" (Léo Chauliac e Charles Trenet) e "La píu bella del mondo" (Marino Marini). O disco, financiado em parte pelo publicitário Washington Olivetto, contou com produção e arranjos próprios, direção artística de Ronaldo Bastos e arranjos e regência de cordas de Eduardo Souto Neto. A faixa "Slow motion bossa nova", foi usada como trilha de um comercial de sandálias protagonizado pela modelo Gisele Bünchen. Ainda em 2002, participou, como instrumentista e produtor musical, do CD "Pé do meu samba", da cantora Martn¹alia, lançado pela Natasha Records. Também nesse ano, apresentou-se no Ballroom (RJ), com o show "Slow motion bossa nova".

Lançou, em 2003, o CD "Natural", contendo suas canções "Bom sinal", "Febre", "Sem resposta", "Meu samba torto", "A origem da felicidade", "Minha Dalva de Oliveira" (c/ Suely Mesquita), "Teu sorriso", "Slow motion Bossa Nova" (c/ Ronaldo Bastos) e "Buteco 2", além de "The night we called it a day" (M. Dennis e T. Adair), "She’s a carioca (Ela é carioca)" (Tom Jobim e Vinícius de Moraes, vrs. Ray Gilbert), "Consolação" (Baden Powell e Vinícius de Moraes), "The more I see you" (Marck Gordon e Harry Warren).

Apresentou-se, em 2005, no Parque dos Patins (RJ), dentro do projeto "Vivo na Lagoa". Nesse mesmo ano, lançou o CD "Rive Gauche Rio", registrando suas composições "Um mundo estranho", "My broken heart" e "Feriado", todas com Ronaldo Bastos, "O rio para trás", "Por acaso pela tarde", (c/ Ronaldo Bastos), "Perdi", "Bela", "Atlântico" e "Pousada", além de "Delicate" (c/ Damien Rice), "Don de fluir" (Jorge Drexler) e "Eu ví" (Ronaldo Bastos, Michel Modo, Henri Salvador). Também em 2005, o disco ocupou o 14º lugar na revista "Billboard". Ainda nesse ano, fez sua primeira turnê de shows pelos Estados Unidos, apresentando-se com sucesso em Nova York, Philadelphia, Boston, Washington DC, Chicago, Columbus, Miami, São Francisco e Los Angeles.

Em 2007, lançou, em parceria com Ronaldo Bastos, o CD "Polaróides", contendo, além de uma seleção de faixas dos três discos anteriores da dupla, "Sorte" (1994), "Paradiso" (1997) e "Juventude/Slow motion bossa nova" (2002), uma regravação da canção "Sorte", em formato voz e violão, a inédita "Meu tudo pra mim", gravada especialmente para o novo disco, a canção "A noite é meu ópio", gravada originalmente por Nana Caymmi no CD "Alma serena" (1996) e inédita na voz do cantor, e ainda "My broken heart", retirada do CD "River Gauche Rio". Nesse mesmo ano, lançou o CD “Feriado”, contendo suas composições “Sorte” e “Feriado”, ambas com Ronaldo Bastos, “Não se afasta de mim”, “Beleza” e “Viajando na viagem”, de sua exclusiva autoria, e ainda “Águas de Março” (Tom jobim), “Queda” (Luciano Salvador Bahia), “Você não entende nada” (Caetano Veloso), “Ela só pensa em beijar (Se ela dança eu danço)” (Mc Leozinho), “Next year, baby” (Jamie Cullum) e “Estrelinha)” (Eumir Deodato).

Gravou a faixa “Esperei” (Alberto Rosenblit e Joyce) para o CD “De bem com a vida”, lançado em 2009 por Alberto Rosenblit. Nesse mesmo ano, lançou, ao lado de Marcos Valle, o CD “Página Central”, contendo 12 inéditas parcerias de ambos: “Vim dizer que sim”, “Faz de conta”, “Azul cristal”, “Vôo livre”, “Ela é aquela”, “Pra tocar assim”, “Encantadas”, “Quase perto”, “No balanço do meu samba”, “Três da tarde”, “Curvas do tempo” e a faixa-título. O disco contou com a participação do Grupo Azymuth, de Jaques Morelenbaum e da cantora Patrícia Alví. Também em 2009, lançou o CD/DVD “Celso Fonseca”, que contou com a participação de Gilberto Gil, Roberta Sá e Ana Carolina.

Lançou, em 2010, o DVD “Voz e violão”, registro do show de realizado em agosto de 2009 na casa Estrela da Lapa (RJ). No repertório, suas canções “Sorte” e “Slow Motion Bossa Nova”, ambas com Ronaldo Bastos, e “Febre”, além de músicas de outros compositores, como “Tempo Rei” (Gilberto Gil) e “Ela é carioca” (Tom Jobim e Vinicius de Moraes).

Em 2011, lançou o CD “No meu filme”, contendo suas canções “Agora dancei”, “Linda” e “Maio e Junho”, todas com Ronaldo Bastos, “Alegria de viver”, “Indigo”, “Enquanto espero você chegar”, “Nós dois somos tudo”, “Depois de você”, “Só guarde o que é bom”, “Ficar”, “Ninho vazio” e a faixa-título.

Em 2012, após uma temporada de shows pela Europa e no Japão, iniciou turnê de lançamento do CD “No meu filme” na casa Miranda, no Rio.

Em 2013, fez temporada de shows no espaço “Vizta”, pelo projeto “Bossa, jazz e muito mais”, tendo a seu lado no palco Jorjão Barreto (teclado), Alexandre Cavallo(baixo) e Flavio Santos(bateria). No repertório, alguns de seus sucessos e também músicas de outros autores. Nesse mesmo ano, foi tema do programa “Celso Fonseca – Você conhece esse cara”, da série “Agora no ar!” (Rádio Roquette Pinto), gravado com a participação dele no auditório da emissora e transmitido ao vivo, com apresentação e roteiro de Ricardo Cravo Albin. No repertório, suas canções “Sorte”, “Paradiso”, “A voz do coração”, “Ela vai pro mar”, “Flor da noite” e “Polaróides”, todas com Ronaldo Bastos, “Slow motion bossa nova” e “Meu samba torto”, ambas de sua exclusiva autoria, e ainda “Ela só pensa em beijar” (MC Leozinho) e “Queda” (Luciano Salvador Bahia).

Constam da relação dos intérpretes de suas canções artistas como Caetano Veloso, Gal Costa, Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Dulce Quental, Adriana Maciel, Nana Caymmi, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Vinícius Cantuária e Verônica Sabino, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Franco Scornavacca
2 Festivais de Música Popular
3 Lupicínio Rodrigues
4 Dorival Caymmi
5 Hermeto Pascoal
6 Assis Valente
7 Caetano Veloso
8 Clementina de Jesus
9 Daniela Mercury
10 Música Sertaneja