Busca:

Celinho Barros


Fortaleza, CE

Dados Artísticos

Em 1968, classificou sua música "Desafio nordestino" no Festival Cearense de Música.

Mudou-se, em 1974, para Paris, onde participou de recitais e cursou Musicologia na Sorbonne.

Vem se apresentando em clubes, teatros, festivais e programas de Rádio e TV européias.

Criou e desenvolveu um violão de oito cordas, o contra-violao, que une as possibilidades musicais do violão e do contrabaixo.

É integrante do "Jeneusses musicales de France", projeto apoiado pelo Ministério da Educação da França, através do qual vem se apresentando para cerca de 75.000 alunos, por ano, com o espetáculo pedagógico "Cantador do Brasil", divulgando a cultura e a arte do Nordeste de seu país.

Lançou o CD "A mais bela paixão", contendo suas composições "Xote chato", "Frevo do Arataca", "O tango", "Relembrar o Nordeste", "Itaiçaba", "Sensual paraibana", "Corpo aflito", "Areia de Aracati", "Se o destino é Fortaleza", "Luiz Gonzaga Eternidade" e "Ceará", além da faixa-título.

É considerado um dos melhores violonistas em Paris. Ali, exibiu-se, em 2005, no Bar Restaurante Barroco (dirigido por brasileiros), onde foi visto e reverenciado por muitos artistas que participavam do Ano do Brasil na França.

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Caetano Veloso
3 Dorival Caymmi
4 Tom Jobim
5 Irmãs Galvão
6 Luiz Gonzaga
7 Festivais de Música Popular
8 Nelson Cavaquinho
9 Chitãozinho e Xororó
10 Beth Carvalho