Busca:

Cazuza

Agenor de Miranda Araújo Neto
4/4/1958 Rio de Janeiro, RJ
7/7/1990 Rio de Janeiro, RJ

Não deixe de ver:

Biografia

Cantor. Compositor. Poeta.Letrista. Filho do produtor e diretor da gravadora Som Livre João Araújo e de Maria Lúcia Araújo (Lucinha Araújo). Foi criado no bairro de Ipanema e estudou no Colégio Santo Inácio, um dos mais tradicionais da cidade. Posteriormente, já frequentando o Baixo Leblon (ponto de encontro de artistas e intelectuais no Rio de Janeiro), abandonou a faculdade de comunicação e viria a ser preso por porte e uso de drogas. Passou a trabalhar na gravadora Som Livre com o pai, então presidente da empresa, na época, fazia a primeira triagem de cantores novos e assessoria de imprensa. Chegou também a trabalhar como divulgador de artistas na gravadora RGE. Porém, continuava insatisfeito com o rumo da sua vida profissional. Viajou para os Estados Unidos, onde fez um curso de fotografia na Universidade de Berkley, e, de volta ao Brasil, matriculou-se no curso de teatro de Perfeito Fortuna (grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone e fundador do Circo Voador). Na montagem de "Pára-quedas do coração", peça de conclusão de curso, seu papel exigia que cantasse, experiência que o agradou. Seu desempenho chamou a atenção de Léo Jaime, que o apresentou ao grupo Barão Vermelho, em 1981. Neste mesmo ano, com ajuda do poeta e letrista Tavinho Paz, imprimiu em mimeógrafo eletrônico o livreto de poesia "Disparo contra o sol", com poemas que mais tarde usaria como letra de músicas, no todo ou em parte. O livro não chegou a ter uma edição por editora e somente circulou entre os amigos do poeta com uma edição às margens do mercado convencional, isto é, edição marginal. Logo no início da sua carreira solo, descobriu ser portador do vírus HIV, sendo o primeiro artista brasileiro a manifestar publicamente a condição de soropositivo. Após sua morte, Lucinha Araújo fundou a Sociedade Viva Cazuza (em Laranjeiras, zona sul do Rio de Janeiro), entidade beneficente que trata de crianças com Aids, e publicou a biografia sobre a vida e a obra do filho. No ano de 2005 sua letra "Todo amor que houver nessa vida" foi incluída na antologia poética "Veneno antimonotonia", organizada pelo poeta e professor Eucanaã Ferraz, obra que reuniu 20 autores, entre poetas e letristas: Ana Cristina César, Armando Freitas Filho, Carlos Drummond de Andrade, Ferreira Gullar, Francisco alvin, João Cabral de Melo Neto, Manuel Bandeira, Mário Quintana, Murilo Mendes, Oswald de Andrade, Adriana Calcanhoto, Aldir Blanc, Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil, Noel Rosa, Antônio Cícero, Wally Salomão e Vinicius de Moraes. Em 2010 entre as muitas monografias, dissertações de mestrado e teses de doutorado sobre sua obra, defendidas no círculo acadêmico de todo o país, destacamos "Segredos de Liquidificador - Um estudo das letras de Cazuza", dissertação de mestrado defendida por Rafael Barbosa Julião, sob orientação do Professor Doutor Eucanaã de Nazareno Ferraz, no Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Mais visitados
da semana

1 Elis Regina
2 Ronaldo Bôscoli
3 Noel Rosa
4 Irmãs Galvão
5 Caetano Veloso
6 Isolda
7 César Camargo Mariano
8 Chitãozinho e Xororó
9 Tom Jobim
10 Luiz Gonzaga