Busca:

Carlos Imperial

Carlos Eduardo Corte Imperial
24/11/1935 Cachoeiro do Itapemirim, ES
4/11/1992 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1958, aos 22 anos, criou o Clube do Rock, organizando jam sessions e rock sessions. No mesmo ano, compôs as músicas e organizou os dançarinos para o filme "De vento em popa", no qual Oscarito e Sônia Mamede interpretaram, entre outros, "Calipso rock", parceria com Roberto Reis. No mesmo filme, atuou com o grupo Os Terríveis, tocando piano e acordeon.

Por essa época passou a apresentar o programa Clube do Rock na TV Tupi. Em 1959, Roberto Carlos, revelado no Clube do Rock, lançou pela Polydor o primeiro disco com os sambas "João e Maria", parceria com Imperial, e "Fora do tom", do próprio Imperial. No ano seguinte, o mesmo cantor lançou novo disco, agora na Columbia, trazendo dois sambas de sua autoria, "Canção do amor nenhum" e "Brotinho sem juízo".

Em 1961 passou a assinar a coluna "O mundo é dos brotos" na Revista do Rádio. Na mesma época, trabalhou no filme "Mulheres cheguei", juntamente com o Clube do Rock e Eduardo Araújo. Teve ainda a composição "Eu quero twist", parceria com Erasmo Carlos gravada por Renato e seus Blue Caps.

Em 1964 obteve um de seus maiores êxitos como compositor com a canção "O bom", gravada por Eduardo Araújo, que também registrou, com sucesso, no mesmo disco, "O goiabão", parceria dos dois. Por essa época apresentou na TV Record o programa "Brotos no 13". Em 1966, a composição "O carango", parceria com Nonato Buzar, foi gravada por Erasmo Carlos, obtendo destaque nas paradas de sucesso.

No ano seguinte, teve outro grande sucesso gravado pelo mesmo cantor, "Vem quente que eu estou fervendo", parceria com Eduardo Araújo.

Em 1967, destacou-se com novos êxitos nas paradas de sucesso, as composições "Mamãe passou açúcar em mim", parceria com Mingo, gravada pelo conjunto Os Incríveis e por Wilson Simonal, e "A praça", gravada por Ronnie Von.

Em 1968 tornou-se o último parceiro do sambista Ataulfo Alves, com quem compôs três sambas, entre os quais "Você passa e eu acho graça", que alcançou grande sucesso, na voz de Clara Nunes, tornando-se um clássico, recebendo nova gravação por Martinho da Vila, em 2002, no CD "Alma e Coração".

Em seu programa "Os brotos comandam", apresentado na TV Continental e na Rádio Guanabara, foram revelados diversos ícones da Jovem Guarda, como Eduardo Araújo e Renato e seus Blue Caps.

Com o fim do movimento da Jovem Guarda passou a atuar no jornalismo e na produção de filmes. Nos anos 1980 dedicou-se à política. Em 1984 foi eleito o vereador mais votado no Rio de Janeiro. Sempre foi considerado uma figura polêmica no meio artístico, envolvendo-se em inúmeros episódios que sempre repercutiram amplamente nos jornais.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Noel Rosa
3 Eumir Deodato
4 Dorival Caymmi
5 Chico Buarque
6 Geraldo Pereira
7 Lupicínio Rodrigues
8 Pixinguinha
9 Assis Valente
10 Romildo