Busca:

Bororó (2)

Dimerval Felipe da Silva
16/9/1953 Goiânia, GO

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira artística aos 13 anos, tocando em conjuntos de baile em Belo Horizonte.

Em 1970, retornou à sua cidade natal, Goiânia, participando dos principais movimentos em prol da música popular de seu estado.

Atuou como spalla na Orquestra Sinfônica do Estado de Goiás e em shows e gravações ao lado dos grandes artistas da música goiana.

Em 1985, mudou-se para o Rio de Janeiro.

De 1985 a 1992, atuou, como contrabaixista, em gravações e shows de Beth Carvalho, no Brasil e no exterior, tendo participado, com a cantora, dos seguintes eventos: "Festa do Avante" (Portugal, 1986), "7º Festival Internacional de Música Popular de Varadero" (Cuba, 1988), "Viva Brasil" (Hamburgo, Berlim, Xanten, Bruxelas, Manheim, Koln, Frankfurt, Alemanha, 1988), "North Sea Festival" (Deen Hag, Holanda, 1988), "Espetáculo Beth Carvalho" (Bruxelas, Bélgica, 1988), "Encontros sem fronteiras" (Buenos Aires, Argentina, 1988) e "Festival de Montreux" (Suíça, 1990).

Ao longo de sua carreira, participou de shows e gravações de vários artistas, como Gal Costa, Leny Andrade, Flávio Venturini, Leila Pinheiro, Fátima Guedes, Mário Lago, Jane Duboc, Paulinho Tapajós, Ivan Lins, Zé Renato, Verônica Sabino, Edu Lobo, Fafá de Belém, Daniela Mercury, Elba Ramalho, Ney Matogrosso, Ivete Sangalo, Chico Buarque, Caetano Veloso, Alceu Valença, Martinho da Vila, Jair Rodrigues, Alcione, Zeca Pagodinho, Nei Lopes, Jorge Aragão, Fundo de Quintal, Negritude Júnior, Katinguelê, Só pra Contrariar, Sivuca, Toninho Horta, Paulo Moura, Marco Pereira, Zé Nogueira, Marcos Suzano, Victor Biglione, Leandro Braga e Cristóvão Bastos, entre outros.

Participou, como instrumentista, da trilha sonora de Sérgio Ricardo e Carlos Drummond de Andrade para o espetáculo "Estória de João-Joana". Acompanhou Sérgio Ricardo em shows realizados em Portugal (1994) e Venezuela (1995).

A partir de 1995, atuou como baixista nas bandas de Edu Lobo, Verônica Sabino, Zé Nogueira, Marco Pereira, Zé Renato e Leandro Braga.

Participou do Free Jazz Festival, acompanhando Edu Lobo e Zé Nogueira (RJ, SP e RS) em 1996, e Leandro Braga (RJ e SP) em 1999.

Em 1997, fez parte da banda do cantor e compositor Ivan Lins, atuando em shows pelo Brasil, Europa e Estados Unidos. Na Europa, realizou shows em Barcelona, Lyon, Madri e Pescara, e participou dos seguintes festivais: North Sea Jazz Festival de The Hague (Holanda), Royal Festival Hall de Londres (Inglaterra), International Istambul Jazz Festival, (Istambul) e Tropico/Viva Vida Festival de Roma (Itália). Nos Estados Unidos, apresentou-se em Los Angeles, Denver, San Diego, Guerneville, Oakland, Santa Cruz, Los Angeles, Monterey, Chicago, Boston, Petersburg e Nova York.

Como produtor musical, foi responsável por discos independentes de cantores e compositores goianos como Pádua, Walter Mustafé, Du Oliveira, Markan Camaralina, Edição Pirata, Luiz Augusto e Amauri Garcia, entre outros, e de grupos de samba paulistas como Casa Nossa, Tendência e Unão.

Como diretor musical, assinou o show de Adriana Ribeiro, apresentado no final de 1995 no Rio de Janeiro e São Paulo.

Como arranjador, participou do disco "Pra bom entendedor", de Fátima Guedes (1994), e do songbook de Dorival Caymmi (quatro CDs), produzido por Almir Chediak (1994), entre outros.

Como compositor, teve canções gravadas por Beth Carvalho, Batacotô, Aldir Blanc e Sandra Ávila.

Sua música instrumental "Caminho das pedras", gravada pelo Batacotô, figurou nos primeiros lugares da revista Billboard.

Ministrou, em 1997, 1998, 1999 e 2000, o curso "Contrabaixo elétrico: oficina de samba e prática de conjunto", nas XV, XVI, XVII e XVIII Oficina de Música de Curitiba, a convite da Fundação Cultural de Curitiba/Conservatório de MPB (PR).

Em 1998, recebeu do Conselho Estadual de Cultura (GO) a Medalha Nhanhá Do Couto, no evento "Personalidades culturais 98", por sua contribuição e destaque na área musical.

No ano seguinte, foi homenageado pela Secretaria de Cultura do Estado de Goiás, no evento "Sarau noites goianas", pelos relevantes serviços prestados à música de Goiás.

Em 2000, começou a realizar o projeto "Nação Kalunga", produção de CD, livro e vídeo, tendo como tema a cultura da comunidade Kalunga, remanescente do mais primitivo quilombo do Brasil, situado ao norte de Goiás.

Lançou, em 2003, seu primeiro disco solo, "Fogaréu".

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Tiee
4 Noel Rosa
5 Caetano Veloso
6 O Trio do Brasil
7 Paulinho da Viola
8 Bruno e Marrone
9 Cacaso
10 Zé Paulo