Busca:

Berimbrown



Dados Artísticos

Banda de "Congopop", segundo os próprios componentes, gênero que mistura funk, reggae, samba, congada, folia-de-reis, soul music, marujada e outros ritmos. Fundada por Mestre Negoativo (Ramon Lopes, 1967 - voz, berimbau e congas) no bairro de Maria Goreti, periferia de Belo Horizonte. Em 1990 Mestre Negoativo deixou o Brasil para dar aulas de capoeira e percussão em Bruxelas, na Bélgica. De volta em 1991, surgiu a idéia de montar um projeto semelhante ao desenvolvido por Carlinhos Brown em Salvador. Mestre Negoativo chegou a reunir 95 crianças em uma orquestra de berimbaus. Com o fim da orquestra, uniu-se a Alexandre Cardoso (1978 - voz e pantagome) e a Berico (guitarra e vocal) e montou a base do Berimbrown. Logo depois outros músicos do mesmo bairro foram se integrando ao grupo: Adriano George (trompete e vocal), Ronilson (tambor), Marconi (tambor e congas), Buda (tambor), Edson Menezes (baixo), Léo Pires (bateria), Marcelo Oliveira (trombone e guitarra), Marcelo Rocha (sax tenor) e DJ. A banda, além de composições próprias, apresentava em shows releituras de "The payback" (James Brown), "Boa noite" (Domínio público), "Galope" (Gonzaguinha), "Sossego" (Tim Maia), "Beabá do berimbau" (Domínio Público), "Kocicikelela" (Domínio público) e "Ilê", de Gilberto Gil, além de sucessos de Clara Nunes. Em 2000 lançou o primeiro disco no qual foram incluídas "Batucada no gueto" (Alexandre Cardoso e Mestre Negoativo), "Boa noite" (Dominio público/adaptação Berimbrown), "Nasceu pra ficar" (Mestre Negoativo e Berico), "Periferoses" (Alexandre Cardoso, Berico, Mestre Negoativo e Luiz Paulo), "Tombo da ladeira" (Marcelo Oliveira e Mestre Negoativo), "C’est la vie" (Mestre Negoativo) e "Zé Pereira meu brother" (Alexandre Cardoso, Mestre Negoativo, Roberto Oliveira e Tiago Correia), entre outras. Com produção do baixista Ivan Correa, o CD independente vendeu cerca de cinco mil cópias e chamou a atenção de vários críticos mineiros e paulistas. Nesse mesmo ano, participou do "Projeto Prata da Casa", patrocinado pelo Sesc São Paulo, na unidade Sesc Pompéia. Na ocasião, recebeu como convidada a também mineira Patrícia Ahmaral. Ainda em 2000, foi um dos 78 nomes selecionados para o "Projeto Rumos Itaú Cultural Música". No ano seguinte, na comemoração do segundo ano do projeto, a banda voltou a se apresentar no Sesc Pompéia. Ainda em 2001, apresentou-se no Canecão, no Rio de Janeiro, desta vez participando do "Projeto Telemig Celular de Música", show no qual recebeu Sandra de Sá. A banda desenvolve vários projetos comunitários na periferia de Belo Horizonte. Iniciado na 1ª Semana de janeiro de 2002, surgiu do ideal de se realizar um trabalho sociocultural em que a música fosse o diferencial de resgate da cidadania. A Serenata, loja de instrumentos musicais, se dispôs a oferecer a logística suficiente para respaldar o Projeto, participando com os equipamentos e acreditando nos resultados. Mestre Negoativo, coordenador geral do projeto, juntamente com os integrantes do Berimbrown, realiza um trabalho voluntário reunindo cerca de 100 crianças e adolescentes nas comunidades do Goiana, Maria Goretti e bairros adjacentes. O Projeto Kilombola tem como princípio o resgate da cultura afro-universal: a pesquisa de ritmos de matriz africana - especialmente os tambores de minas (congado) - berimbau (arco musical) e ritmos estrangeiros de origem negra, como o reggae, o rap, o funk e o soul, e um coral Afro , o apoio na educação social de crianças e adolescentes moradores da periferia. O projeto Kilombola tem sua sede na Escola Municipal Maria Assunção de Marco, e é o segmento do Bloco Afro Porto de Minas. O Bloco atuou dez anos na comunidade do Maria Gorette, criando um espaço onde crianças e adolescentes tinham a oportunidade de desenvolverem seus talentos musicais. Também deste fruto foi que nasceu o Berimbrown. Lançou em 2002 o segundo disco, "Aglomerado", este pela gravadora Obi Music, uma das primeiras a privilegiar o segmento black-music. NO ano de 2004 gravou o primeiro DVD em show no projeto "Toca Brasil", em São Paulo, somente lançado em 2005. No DVD foram incluídos sucesso da banda como "A massa quer som" e ainda regravações de clássicos como "Heróis da liberdade" (Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola e Manuel Ferreira), "Fé cega, faca amolada" (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos), "Parabolicamará" (Gilberto Gil) e "The payback", de James Brown. A banda fez várias turnê por cidades da Europa e por várias capitais brasileiras.

Mais visitados
da semana

1 Música Sertaneja
2 Dorival Caymmi
3 Caetano Veloso
4 Tom Jobim
5 Noel Rosa
6 Assis Valente
7 Daniela Mercury
8 Lupicínio Rodrigues
9 Hermeto Pascoal
10 Chico Buarque