Busca:

Belo

Marcelo Pires Vieira
22/4/1974 São Paulo, SP

Dados Artísticos

Antes de fazer parte do grupo Soweto, atuou como cavaquinista de vários grupos paulista, Beira Rio (com o qual chegou a gravar), entre outros. Fez show de abertura para várias bandas: Arte Final, Reinaldo, Art  Popular e J.B. Samba, entre outras. A partir de 1993, a convite de um amigo de infância Robson Buiú, integrou, como líder, o grupo Soweto, com o qual gravou três discos e realizou shows pelo Brasil e exterior. Em 1996, por um selo independente o grupo lançou o CD "Ventos areais". No ano seguinte, contratados pela EMI Music, gravaram o CD "Refém do coração", que chegou a vender cerca de um milhão de cópias, lançando nacionalmente o grupo. Por essa época, participou também de gravações com outros artistas, como Ivete Sangalo e Neguinho da Beija-Flor. Com este, gravou um antigo sucesso, a música "Ângela", cuja  regravação vendeu 500 mil cópias em todo o país. Em 1999, a presidência da Escola de Samba Beija-Flor convidou-o a puxar o samba-enredo da escola ao lado de Neguinho da Beija-Flor. No mesmo ano, o disco que lançou com o Soweto, "Farol das estrelas"', vendeu um milhão e meio de cópias. Em 2000, o conjunto saiu em turnê por Portugal e África. Neste mesmo ano, lançou seu primeiro trabalho solo, o CD "Desafio", pela gravadora EMI. A música "Tua boca" foi tema da novela "O Cravo e a Rosa", da Rede Globo de televisão; "Desafio", outro sucesso do disco, destacou-se nas rádios. O disco vendeu mais de um milhão de cópias, ganhando o "Disco de Platina Duplo". Em 2001, ao lado de Dhema, Os Morenos e da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, participou do show de réveillon na Praia do Recreio, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano, lançou "Belo ao vivo". O CD vendeu cerca de um milhão de cópias e com ele ganhou mais uma vez o disco de platina. Neste disco incluiu alguns sucessos de seu antigo grupo Soweto e outros de sua carreira solo, além das composições "Lambada de serpente" (Djavan e Cacaso), "Resumo de felicidade" e " "Viver por ela" (Belo e M. Martinez e Felipe Bravo). O CD contou com as participações especiais de Nando da Silva (baixo) e Serginho de Lima (teclados), ambos do grupo Roupa Nova e vendeu em apenas quatro meses 500 mil cópias. Em 2002 lançou o CD "Valeu esperar", disco no qual incluiu as inéditas "Figurino","Do meu jeito", "Abrigo" (Délcio Luiz e Aloysio Reis), "Viver por ela" (Belo e M. Martinez e Felipe Bravo), "Todo cuidado é pouco", "Vício", "Tarde demais" e a faixa-título "Valeu esperar" e ainda, visando o mercado latino, a regravação de "Romance rosa", versão de Aloysio Reis e José G. Guerra para "Bachata rosa" de Juan Luís Guerra, grande sucesso de Luís Miguel.  No ano de 2003, em plena turnê de divulgação de seu novo disco, foi condenado a seis anos de prisão por tráfico de drogas e associação para fins de tráfico pela juíza da 34ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. Neste mesmo ano, acompanhado do grupo Tentassamba, fez show de lançamento de seu CD no Via Show, no Rio de Janeiro. Lançou, pela EMI, a coletânea “Romance Rosa: o melhor de Belo”, que reúne os maiores sucessos do cantor. Em 2004 lançou, pela Sony, o CD “Seu fã”, de cuja gravação Ao vivo foi lançada no ano seguinte. No ano de 2006 a EMI lançou a coletânea “Procura-se um amor”, com os sucessos do cantor depois que passou a seguir carreira solo. Nesse mesmo ano lançou o CD “Belo”, que contou com 16 faixas, dentre as quais “Vem”, “Nada vai separar”, “Pra ver o sol brilhar”.  Em 2007 a Som Livre lançou a coletânea “Belo 100%”, com músicas da época em que era líder da banda Soweto e de sua carreira solo. Em 2008 gravou o CD/ DVD “Pra ver o sol brilhar Ao vivo”, em show realizado no Centro de Eventos Fenadoce, no Rio de Janeiro, que contou com as participações especiais de Alcione, Perlla, Negra Li, Mano Brown, Flávia Santana e Racionais MCs. Em 2009 lançou o CD “Primavera”, com arranjos de Jota Moraes e Serginho Trombone e produção de Prateado. Em 2010 lançou, pelo selo Sony & BMG, o CD “Pra ser amor”. Produzido por Prateado, o disco contou com a participação de Jorge Vercillo em “Tanta ira” (Prateado e Luiz Carlos Picolé) e Marina Elali em “Pra ser amor”. Em 2011 apresentou-se na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, em show realizado pela radio FM O Dia. Nesse mesmo ano lançou, pelo selo Sony & BMG o CD duplo/ DVD “10 Anos de Sucesso - Ao vivo em Salvador”, gravado no parque aquático Wet’n Wild, em Salvador (BA). Com direção musical de Prateado, o show contou com a participação de Daniela Mercury, em “Pétala” (Djavan); Padre Marcelo Rossi, em “Noites traiçoeiras” (Simone Telésforo e Carlos Papae) e “Hoje livre sou” (Walmir Alencar e Rodrigo Pires); Marina Elali, em “Coisas da vida” (Belo, Fabiano dos Anjos e Rodrigo Rodrigues).  Em 2012 apresentou-se no palco do Citibank Hall, no Rio de Janeiro, em show de lançamento do DVD “10 Anos de Sucesso”. Em 2013 lançou, pelo selo Sony Music, o CD “Tudo novo”, que produziu ao lado de Pezinho. O disco contou com as faixas “Menina linda” (Jefferson Junior e Umberto Tavares), “Mundo de paz” (Chiquinho dos Santos e Helder Celso), “Olhando os retratos” (Alexandre Lucas e Douglas Lacerda), “Teu Refém” (Billy SP e André Lemos), “Nos desejos de uma paixão” (Altay Veloso e Délcio Ruiz), entre outras. Apresentou-se no Palco Principal do Réveillon de 2018 em Coapacabana, no Rio de Janeiro.

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Festivais de Música Popular
3 Hermeto Pascoal
4 Tom Jobim
5 Dorival Caymmi
6 Noel Rosa
7 João Gilberto
8 Luiz Gonzaga
9 Jane e Herondy
10 Chico Buarque