Busca:

Banda Mantiqueira



Dados Artísticos

Formada em São Paulo e integrada por Nailor Azevedo Proveta (sax alto, soprano e clarinete), Cacá Malaquias (sax tenor e flauta), Vitor Alcântara (sax tenor, soprano e flauta), Ubaldo Versolatto (sax barítono, flauta e picollo), François de Lima (trombone), Valdir Ferreira (trombone), Nahor Gomes (trompete e flugel), Odésio Jericó (trompete e flugel), Jarbas Barbosa (violão e guitarra), Edson José Alves (baixo elétrico), Wesley Lelo Izar (bateria), Fred Prince (percussão), Walmir Gil (trompete e flugel), a banda lançou o primeiro disco em 1998 "Aldeia". Formada por 13 dos melhores músicos atuantes no cenário de gravações e concertos de São Paulo e do Brasil, a banda liderada pelo saxofonista e arranjador Naylor Proveta, renova com seus arranjos e interpretações a sonoridade das big bands brasileiras. O universo de Pixinguinha, João Bosco, Tom Jobim e outros grandes autores da música brasileira é revisitado e revigorado em arranjos, em exemplos como "Carinhoso", "Linha de passe", "Insensatez". O repertório também traz composições originais, como "Cubango", do contrabaixista e arranjador Edson José Alves, e duas composições de Proveta - "Aldeia" e "À procura". A faixa "Aldeia" foi apontada pela crítica nacional e internacional como um dos melhores trabalhos instrumentais, tendo rendido ao grupo a indicação ao Grammy de 1998 na categoria Best Latin Jazz. Em 2000, lançaram o segundo CD, "Bixiga", do qual se destacou a faixa-título, composição do líder, Proveta, além de músicas como "Prêt-à-porter de tafetá", de João Bosco e Aldir Blanc, "Catavento e girassol", de Guinga e Aldir Blanc, "Urubu malandro" de Louro e João de Barro, entre outras. O CD foi produzido por Rodolfo Stroeter e lançado pela gravadora Pau Brasil. Em 2001, a banda apresentou-se no projeto "A Era das Big Band no Brasil", no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. No ano 2002, a banda atuou no disco "Azul" da cantora e compositora Rosa Passos. Em 2003 a banda apresentou-se no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 2017, lançou o álbum “Com alma”. Gravado no ano anterior, em São Paulo, o trabalho trouxe as faixas “Segura ele” (Pixinguinha e Benedito Lacerda), “Con Alma” (Dizzy Gillespie), “Desafinado” (Antônio Carlos Jobim e Newton Mendonça), “Stanats” (Moacir Romero), “Forrólins” (Cacá Malaquias) , Chorinho pro Calazans (Cacá Malaquias) e “De frente pro crime” (João Bosco e Aldir Blanc). No mesmo ano, o disco foi indicado ao 28º Prêmio da Música Brasileira na categoria INSTRUMENTRAL GRUPO.

Mais visitados
da semana

1 Acyr Marques
2 Geraldo Pereira
3 Caetano Veloso
4 Dorival Caymmi
5 Pixinguinha
6 Nelson Cavaquinho
7 MC Sapão
8 Hermeto Pascoal
9 Francisco Mignone
10 Tom Jobim