Busca:

Augusto Jatobá

José Carlos Augusto Jatobá
10/3/1946 Campo Formoso, BA

Dados Artísticos

No início da década de 1970 teve sua primeira composição gravada, "Buraco fundo", pela cantora pernambucana Oneida em um compacto simples.
Em 1980 Elba Ramalho gravou sua composição "Pés de milho" no LP "Capim do vale", lançado pela gravadora Sony Music. No ano posterior, em 1981, o parceiro Xangai interpretou "Cantoria do galo" (Xangai e Jatobá), "Pés de milho" (Jatobá), "Matança" (Jatobá) e "Água" (Xangai e Jatobá) no LP "Qué qui tu tem canário", de Xangai, lançado pelo selo Estúdio de Invenções.
Em 1982 sua composição "Matança" virou clipe do programa "Fantástico", da Rede Globo, com interpretação de Xangai. Neste mesmo ano o cantor e compositor Rui de Carvalho gravou "A Lenda do Pirajurú", parceria de ambos, incluída no LP "Enfieira", de Rui de Carvalho. Dois anos depois a mesma composição foi regravada por Mão Branca. Neste mesmo ano, de 1984, Saul Barbosa gravou "A Ira de Iara" (Saul Barbosa e Jatobá) no LP "O Ar o Tempo e o Vento", de Saul Barbosa.
Em 1986 Saul Barbosa gravou as faixas "A rainha e o peão" e "Amor de além mar", ambas de Saul Barbosa e Jatobá, no LP "Movimento", de Saul Barbosa. No ano posterior Carlos Pitta em seu disco "Brisa" incluiu duas composições de sua autoria: "Matança" e "De Santana". Neste mesmo ano de 1987 a cantora Oneida regravou "Buraco fundo" no LP "Oneida", lançado pela Gravadora RCA Victor. No ano seguinte, em 1988, o próprio Jatobá interpretou sua composição "Processo Industrial" no LP oficial do "Festival Nordeste TV Itapoã, lançado pelo Selo WR, da Gravadora EMI/Odeon. Ainda em 1988 também gravou de sua autoria a faixa "Material humano" no LP do "Festival de Inverno de Vitória da Conquistense de MPB", composição com a qual havia ganhado o primeiro lugar" no referido festival.
No ano de 1989 o parceiro Tonton Flores gravou "Decreto Lei" (Jatobá) no LP "Água e sal", lançado pela gravadora BMG Ariola em parceria com o Selo Nosso Som.
Em 1992 lançou o primeiro disco individual, o LP "Matança", no qual interpretou várias de suas composições em dueto com convidados ou em solo. No LP foram incluídas "Matança" interpretada em dueto com Geraldo Azevedo; "O Homem Arvoredo" cantada por Jatobá, Elomar e Xangai; "Mata Atlântica"; "O primeiro vegetal", "Imbuzeiro", "Parado no Ar", "Frutos de plástico", "Mastruço" e "Ave árvore". Neste mesmo ano suas parcerias com Tonton Flores "Amor antigo", "Eu quero ser", "Tudo a fazer", "Recriação do mundo", "Ma Maison" e "Pintura" foram gravadas no CD "Recriação do mundo", de Tonton Flores.
Em 1994 Elba Ramalho regravou "Pés de milho" no CD "Geração Nordeste", da gravadora Sony Music. No ano posterior, em 1995, o LP "Matança" foi lançado em versão CD.
No ano 1998 Marcos Ruas, em seu CD homônimo, gravou "Nas asas do Zabelê" (Jatobá). Neste mesmo ano o parceiro Saul Barbosa gravou "Encontrando você", parceria de ambos, no CD "Cio na cidade". No ano posterior o cantor Clever Jatobá regravou "Nas asas do Zabelê" e "Eterna solidão", também de sua autoria, no CD "Rural Country".
Em 2000 Eduardo Boaventura interpretou "Canto chão" (Eduardo Boaventura e Jatobá) no CD independente "Pequeno grande encontro". Neste mesmo ano o Grupo Ecoar (Coral do IBAMA/Brasilia-DF) regravou "Matança" no CD "Ecoar". Ainda no ano 2000 o cantor baiano Djalma Oliveira regravou "Matança" no CD "O melhor de Djalma Oliveira", com arranjos de Lincoln Olivetti. Dois anos depois, em 2002 Xangai regravou "Matança" e "Nas asas do Zabelê" no CD coletivo "Villagio Café 10 Anos". Neste mesmo ano sua composição "Matança" foi incluída em disco do "Projeto Parâmetros em Ação", em CD educativo intitulado "Meio Ambiente na Escola", com tiragem de 800.000 cópias, distribuída pelo MEC, CD no qual fez a produção artística e executiva. Neste mesmo ano de 2002 o próprio compositor lançou o LP "Navio dos animais", no qual interpretou suas músicas "Navio dos animais", "Eco-lógico", "Ânimos de animais-I", "Ânimos de animais-II", "O perigo está velho", "Brasil solitário", "Cantoria do galo", "Tudo torto e certo", "Paz dos animais", "Via violência", "Nas asas do Zabelê", "Pés de milho", "Buraco fundo", "Fábula ferida" e a faixa-título "Navio dos animais". Também, neste mesmo ano, O Coral do IBAMA regravou "Mata Atlântica" no CD "Canções da natureza".
Em 2003 lançou por seu selo musical Estúdio de Invenções o LP "20 anos da música de A. Jatobá - Volume 01" com vários intérpretes. Neste mesmo ano foi lançado, pelo mesmo selo musical, o LP "20 anos da música de A. Jatobá - Volume 02", no qual somente Xangai interpretou "Musa" (Xangai e Jatobá); "Ana Raio", parceria de ambos e tema da novela da Rede Manchete, "Ana Raio e Zé Trovão"; "Tudo aquilo que flutua feito vaca com cabeça rabo e refrão", "Toda margarida", "Via violência", "Carro de boi", "Brasil solitário", todas somente de autoria de Jatobá.
No ano de 2004 o disco "Navio dos animais" foi lançado em CD. Neste mesmo ano Cacá Lopes regravou "Processo industrial" no CD Independente "Mutirão se sonhos". Ainda em 2004 o parceiro Vicente Viola interpretou "Nossa profissão", parceria de ambos, no CD "Alma". No ano posterior, Maria Rita regravou "Água" (Xangai e Jatobá) no CD "Mãe natureza".
Em 2006 o Coral da SEFAZ (Bahia) regravou "Matança"; o parceiro Tonton Flores gravou "Mabaços", "A paz vale a pena" e "Feitiço", parcerias de ambos, no CD "Tonton Flores"; Mahrco Monteiro regravou "Matança'" no CD "Pesqueiro do Equador" e a cantora Márcia Freitas suas composições "Final das águas" e "Eco-lógico" no CD "Caminho das águas", produzido e lançado pela Fundação Roberto Marinho/Canal Futura/MEC, com tiragem de 500.000 cópias. Ainda em 2006 Saulo Borges regravou "Matança" no CD do "4º Festival de Furnas".
Em 2008 Nilson Chaves regravou "Matança". No ano posterior Tonton Flores gravou "Serenata", parceria de ambos, faixa que deu nome ao CD.
Em 2010 Margareth Menezes regravou "Matança" no CD "Naturalmente", lançado pela gravadora MZA e no mesmo ano regravou a composição no DVD "Naturalmente Acústico", lançado pela gravadora MZA.
No ano de 2011 Tonton Flores incluiu em seu CD "Forró" as faixas "Essa menina" e "Amor antigo", duas parceria com Jatobá.
Entre seus vários intérpretes constam também Tatu Lemos em "Fábula ferida"; Márcia Freire em "Final das águas" e Dércio Marques em "O Homem Arvoredo", entre outros.
Tem mais de 100 composições gravadas, entre as quais, o seu maior sucesso, "Matança", com cerca de 30 regravações por vários intérpretes, usada como tema de abertura, durante anos, do programa Adelzon Alves, na Rádio Globo.

Mais visitados
da semana

1 Noel Rosa
2 Nelson Cavaquinho
3 Chitãozinho e Xororó
4 Hermeto Pascoal
5 Gerlane Lops
6 Tom Jobim
7 Bibi Ferreira
8 Dorival Caymmi
9 Cat Dealers
10 Elza Soares