Busca:

Ary Sanches

Ariovaldo Sanches Lopes
16/6/1944 São Paulo, SP

Dados Artísticos

Começou cantando ainda adolescente nas regiões da Mooca, do Brás e do Bexiga, em São Paulo onde erra atração constante em festas tradicionais ali realizadas. Em 1961, com 17 anos de idade, após uma apresentação conheceu o cantor Gregório Barrios, que o convidou a visitar o Avenidas Danças, na capital paulista, onde conheceu os maestros Sylvio Mazucca e Osmar Milani, os cantores Cauby Peixoto e Agostinho dos Santos e as cantoras Elza Soares e Ângela Maria. Nessa época foi contratado para atuar no Grupo Orfeu fazendo shows internacionais e em navios. Em 1965, durante uma apresentação no Restaurante Fasano, em São Paulo, conheceu o cantor Roberto Carlos, que o convidou a participar do primeiro programa Jovem Guarda que estreou na semana seguinte na TV Record, em São Paulo. Foi apelidado por Roberto Carlos como "A Granada Romântica", uma vez que, como integrante do programa "Jovem Guarda" interpretava músicas italianas de sucesso na época. Contratado pela gravadora Continental, gravou seu primeiro disco em 1966, um compacto simples com as músicas "O Adeus", de Wilson Tavares, e "E Eu Fiz Você Chorar", de Sérgio Reis. Em 1967, gravou, com acompanhamento de Portinho, Sua Orquestra e Coral, seu primeiro LP, interpretando as músicas "Paris Em Agosto (Paris Au Mois D'aout)", de Charles Aznavour; "A Estátua", de S. Saldan e P. Torre; " Vida Minha", de Teddy Randazzo, Winster e Barbris, as três com versões suas; "Juro Por Deus", "Tudo Acabado", "O Adeus", "Lembranças" e "Só Você", todas de Wilson Tavares; "Graça a Deus" e " Pare de Chorar", ambas de Sérgio Reis; "Granada", de Agustín Lara, e "Olhos Azuis", de Toni Villela. Nesse ano, sua gravação para "O Adeus", de Wilson Tavares, foi incluída no LP "Festa da Juventude", da Continental. Teve ainda a gravação de "Graças a Deus", de Sérgio Reis, incluída na coletânea "As 12 Brasas", também da Continental. Nessa época, apresentou-se em programas televisivos de grande audiência como  "Astros do Disco", "Rio Hit Parade", no Rio de Janeiro, e "Show do dia 7", da TV Record, de São Paulo. Ainda em 1967, foi escolhido como "Cantor Revelação do Brasil", ganhando o Troféu Chico Viola. Em 1968, gravou a "Canção Para Você (Canzone Per Te)", de Sergio Endrigo e Sergio Bardotti, em versão de Nazareno de Brito, para o compacto duplo "Festival de San Remo 68", da Continental. Em 1969, lançou dois compactos simples. No primeiro, interpretou "A Lembrança De Um Amor Que Foi Meu", de Deny e Luiz Wanderley, e "Tema Do Andarilho", de Tom Gomes e Luis Vagner, e, no segundo, "Eu Vou Sair Para Buscar Você", de Nelson Ned e Cláudio Fontana, e "Sem Rumo (II Cigno Bianco)", de Migliacci, Farina, Lusini e Piero Pintucci, em versão de Alexandre Cirus. Em 1970, sua gravação para "Vou Vou Sair Para Buscar Você", de Nelson Ned e Cláudio Fontana, fez parte da coletânea "As 14 Pra Frente - VOL. 8", da Continental. Em 1971, gravou um compacto duplo com as composições "Que Será (Che Sarà)", de Jimmy Fontana, Carlo Pes e Franco Migliacci, em versão de Osmar Navarro; "Balada Nº 7 (Mané Garrincha)", de Alberto Luiz; "A Flor Que o Tempo Guardou", de Mário Albanese e Uccio Gaetta, e "Ei, Meu Pai", de Demétrius. Sua gravação da  "Balada Nº 7", homenagem ao ex-jogador de futebol do Botafogo e da seleção brasileira "Mané Garrincha", aliás, subtítulo da composição, foi a primeira dessa composição, antecedente aquele com a qual faria sucesso o cantor Moacyr Franco em 1974. Ainda em 1971, teve duas gravações incluídas em coletâneas lançadas pela gravadora Continetal: "E Depois do Amor (Y Después Del Amor)", de Arturo Castro, e versão de João Arcón e Romeo Nunes, no LP "Grande Parada Brasil", e "Balada Nº 7 (Mané Garrincha)", de Alberto Luiz, no LP "AS 14 Mais Pra Frente - VOL. 12". Após o fim da Jovem Guarda, juntamente com outros cantores, foi convidado pelo apresentador Silvio Santos, na época ainda na TV Globo, para cantar no quadro "Os Galãs Cantam e Dançam aos Domingos", exibido de 1970 a 1973. Em 1972, pela Chantecler, lançou um compacto simples com as músicas "Muito Eu Chorei", versão de Sebastião Ferreira da Silva) para a balada "O Sole Mio", de Eduardo Di Capua e Giovanni Capurrogrande, sucesso de Elvis Presley, e "Os Brutos Também Amam", de Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Em 1973, também pela Chantecler, lançou compacto simples com as músicas "Esta Distância Sem Você", de Marcus e Maxine, e "Eu Volto Pra Ficar". Em 1974, foi contratado para realizar shows internacionais e passou 12 anos viajando, fazendo apresentações em navios, e em diferentes países da Europa. Em 1975, sua gravação para a balada "Legato a Te", de Sílvio Brito e Orestes Regispani, foi incluída na trilha sonora da novela "Meu Rico Português", da TV Tupi, lançada pelo selo Teletema/Continental. No mesmo ano, a coletânea "Flash Back Jovem Guarda", da Musicolor/Continental, incluiu sua gravação da música "Graças à Deus". Em 1986, voltou a atuar no Brasil sendo convidado pelo apresentador Sílvio Santos para se apresentar no programa "Qual é a Música". Em 1989, formou a banda "4º Dimensão", e passou a fazer apresentações pelo Brasil. Em 2003, gravou pelo selo Califoria o  CD "Convite para Ouvir", no qual interpretou as composições "Contigo Aprendi", de Armando Manzanero, versão de Nazareno de Brito; "Como Vai Você", de Antônio Marcos e Mário Marcos; "Io Che Amo Solo Te", de Sergio Endrigo; "Porto Solidão", de Zeca Bahia e Gincko; "La Puerta", de Luis Demetrio; "Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda", de Lamartine Babo e Francisco Matoso; "De Volta Pro Aconchego", de Dominguinhos e Nando Cordel; "Dio, Come Ti Amo", de Domenico Modugno; "Brigas", de Jair Amorim e Evaldo Gouveia; "Matriz Ou Filial", de Lúcio Cardim; "As Rosas Não Falam", de Cartola, e "Nel Blu Dipinto Di Blu (Volare)", de Domenico Modugno e Franco Migliacci. Em 2015, continuou fazendo apresentações em bailes, festas particulares e outros eventos.

Mais visitados
da semana

1 Pixinguinha
2 Luiz Gonzaga
3 Eumir Deodato
4 Raul Seixas
5 Garoto
6 Nelson Gonçalves
7 Elza Soares
8 Dorival Caymmi
9 Caetano Veloso
10 Assis Valente