Busca:

Apocalypse



Dados Artísticos

Banda de rock progressivo de Caxias do Sul, cidade do estado do Rio Grande do Sul.
Formada em 1983 por alunos do colégio Cristóvão Mendoza para participar de um festival estudantil, em sua primeira formação constavam Eloy Fritsch (teclados), Chico Casara (voz e baixo) e logo depois Chico Fasali (bateria) e Ruy Fritsch (guitarra), para participar de outro festival, o "Primeiro Ópera Rock", do Colégio Nossa Senhora do Carmo. No ano seguinte, a banda participou do festival "Balada da Canção do Estudante", no qual o baterista Chico Fasali ganhou o prêmio de "Melhor Instrumentista".
Na década de 1980, sempre executando composições próprias, a banda apresentou-se regularmente em shows e festas locais da região serrana gaúcha, entre as quais, "Festa da Uva", "Festa Vindima" e "Festa do Chocolate" e ainda participou do festival "Circuito de Rock da Região da Serra", considerado o maior festival de rock do Rio Grande do Sul.
No ano de 1989, com a composição "Só você" foi a vencedora do "10º Circuito de Rock da Região da Serra". Neste mesmo ano, a banda participou de show coletivo no espaço Usina do Gasômetro, transmitido pela emissora de RBS TV. Ganhou o "FestPop" com a composição "Luzes da vida" e o tecladista Eloy Fritsch, no mesmo festival, ganhou o prêmio de "Melhor Instrumentista". Por essa época, a composição "Só você"  foi incluída no LP que reuniu diversas bandas gaúchas de rock.
No ano de 1990 lançou, pela gravadora ISAEC, o primeiro disco solo. O LP foi bastante executado na emissoras de Caxias do Sul e do interior do Estado e foram incluídas as faixas "Só você", "Eu brilho em você",  "Luzes da vida", "Caçador de máquinas", "Sentinela", "Lavender", "Miragem", "Momentos perdidos" e "Virada do século", entre outras. Com este disco a banda passou a ser reconhecida no mercado internacional como uma das revelações brasileira do rock progressivo da década de 1990. No ano seguinte o disco foi editado pelo selo francês Musea.
A partir de 1993 a banda dedicou-se a composição de art-rock, entre as quais "Vindo das estrelas", "Do outro lado da vida", "A um passo da eternidade", "Fantasia mística" e "Cachoeira das águas douradas", que foram incluídas em diversas coletâneas lançadas pela gravadora francesa Musea.
Em 1995 gravou o CD "Perto do amanhecer", lançado apenas para o mercado europeu no qual incluiu "Ao cair no espaço", "Terra azul", "Magia", "Fantasia mística", "Notre Dame", "Na terra onde as folhas caem", "Lágrimas" e "A paz da solidão", entre outras. No ano seguinte lançou o CD "Aurora dos sonhos". Foram incluídas neste disco as faixas "Jamais retornarei", "Em apenas um segundo",  "Último horizonte", "A um passo da eternidade", "Do outro lado da vida", "Vindo das estrelas". Neste mesmo ano  participou com a música "Notre Dame" da coletânea "Le Meilleur du Progressif Instrumental", lançada na França.
No ano de 1997, no CD "Lendas encantadas", regravou algumas músicas do primeiro disco e ainda novas composições como "Mesmo que não haja nada", "Chamando por ajuda" e "Levando a vida". O CD contou com capa e encarte produzidos pelos artistas gaúchos Mauro Machado e Celestino Oliveira, sendo também lançado na Europa. Neste mesmo ano, a banda organizou, juntamente com a Prefeitura de Porto Alegre, o "10º Festival de Rock Progressivo", transmitido pela TVE. No ano seguinte assinou com a gravadora brasileira Atração para a distribuição do disco "The best of Apocalypse". Participou do "Rio Art Rock Festival", no Rio de Janeiro e ainda apresentou-se em diversos espaços da cidade. Neste mesmo ano de 1998 fez temporada no Teatro Opinião, na qual lançou o CD "The best of Apocalypse", comemorando também os 15 anos de atuação. No disco foram incluídos alguns sucessos do grupo, entre eles "Levando a vida", "Mesmo que não seja nada", " A paz da solidão", "Jamais retornarei", "Sozinho perdido dentro de mim", "Magia", "Limites do vento", "Chamando por ajuda" e "Corta". Participou do "Festival Planeta Atlântida" e ainda de programas de televisão na TV-Com e na TVE, no Programa Palcos da vida, gravado no Teatro Opinião.
Em 1999 participou do festival "ProgDay99", nos Estados Unidos. O evento foi gravado e lançado em caixa comemorativa com sete CDs, com três faixas da banda. Ainda nos Estados Unidos aparesentou-se no estado da Carolina do Norte em shows elogiado pela crítica especializada americana.
Em 2000 o selo carioca Rock Symphony lançou o CD duplo "Apocalypse live in USA" com a performance da banda no festival americano, no qual foram incluídas composições novas e antigos sucesos, entre elas, "Carmina Burana" (Carl Orff) - Rock Version, "Último horizonte", "Terra azul", "Corta", "A paz da solidão", "Jamais retornarei", "Miragem", "América do Sul", "Toccata" e "Magia". O disco foi lançado no Brasil em shows realizados no Salão de Atos da UFRGS, em Porto Alegre.
Em 2001 lançou o CD "Apocalypse live in USA" na Casa de Cultural de Caxias do Sul.
Em 2002, com a faixa "Refúgio" participou da coletânea espanhola "Music from the Edge", da Revista Margen, da Espanha.
No ano de 2003, pelas gravadoras Musea, da França e Rock Symphony, do Rio de Janeiro, lançou o CD "Refúgio", no qual além da faixa-título foram incluídas "Cachoeira das águas douradas", "Viagem no tempo", "América do Sul", "Toccata", "Amazônia", "Liberdade" e "Lembranças eternas". Com reconhecimento internacional, apesar de cantar em português, o grupo foi considerado um dos principais do rock progressivo mundial, principalmente na Europa. A banda lançou sete discos, sendo quatro pela gravadora francesa Musea e ainda participou de cinco coletâneas, sendo três internacionais.
No ano de 2008 lançou o CD "The Bridge of Light", do qual destacou-se o clip "Not like You". No ano seguinte lançou o clip "Welcome Outside".
Em 2010 gravou o CD "Magic Spells" e no ano posterior a banda lançou o CD "Light Years From Home", além do DVD "Apocalypse - The 25th Anniversary Concert". Neste mesmo ano também foi lançado o DVD "Live in Rio - 2007" e o "Box Set Apocalypse - The 25th Anniversary Box Set - Livro + 2 CDs + DVD + Poster". Ainda em 2011 foi lançado o livro "Apocalypse - The 25th Anniversary Book - The Apocalypse History", de Eliton Tomasi, pela Editora Evangraf, de Porto Alegre.
No ano de 2013 com a formação Gustavo Demarchi (vocal e flauta), Ruy Fritsch (guitarra), Rafael Schmitt (baixo), Eloy Fritsch (teclados) e Fábio Schneider (bateria) apresentava-se regularmente em show em vários palcos do Estado do Rio Grande do Sul.

Mais visitados
da semana

1 Jorge Portugal
2 José Camillo
3 Caetano Veloso
4 Festival MPB 80 (Rede Globo)
5 Rodrigo Vellozo
6 Moreno Veloso
7 Mayck e Lyan
8 Sivuca
9 Renato Barros
10 Irmãs Galvão