Busca:

Angela Ro Ro

Ângela Maria Diniz Gonçalves
5/12/1949

Dados Artísticos

Em 1974, participou do Festival de Rock de Saquarema (RJ), no qual também se apresentou Rita Lee.

Sua carreira como compositora teve início no período em que morou na Inglaterra, onde cantou em pubs.

De volta ao Brasil, foi convidada pelo produtor Paulinho Lima para gravar seu primeiro LP, "Ângela Ro Ro", pela PolyGram, em 1979. Neste ano, fez show no Teatro Ipanema (RJ), onde se acompanhava ao piano.

Sua primeira música a tocar nas rádios foi "Tola foi você" e o primeiro grande sucesso veio com "Amor, meu grande amor" (c/ Ana Terra), que lhe conferiu o título de A Sensação do Ano, em nota publicada pelo "Jornal do Brasil", em dezembro de 1979. Segundo o historiador Jairo Severiano, foi considerada "uma sucessora de Maysa" ("A canção no tempo" vol. 2, p. 308, Ed. 34), pela semelhança física (os olhos) e por ter interpretado a canção "Demais" (Tom Jobim e Aloysio de Oliveira) em seu primeiro disco, música que foi sucesso também na voz de Maysa. Ainda nesse ano, Maria Bethânia gravou sua composição "Gota de sangue", a primeira a ser registrada por outro artista, no LP "Mel".

Em 1980, um novo sucesso foi emplacado: sua composição "Só nos resta viver", título de seu segundo disco, também lançado pela Polydor.

No ano seguinte, lançou seu terceiro LP, "Escândalo".

Em 1983, fez muito sucesso com a canção "Simples carinho" (João Donato e Abel Silva), com arranjo de Antonio Adolfo e a participação de Maurício Einhorn na gaita, em mais um disco pela Polydor. No encarte um desabafo: "Eu quero que vocês saibam que a dor é presente em minha vida tão como a alegria, e que, se não me livro dela, da alegria jamais tão pouco."

Em 1984, outra canção de sua autoria foi gravada por Maria Bethânia, "Fogueira".

Na década de 1990, realizou shows em diversas casas noturnas, acompanhada por banda ou sozinha ao piano.

Em 1993, lançou o disco "Ângela Ro Ro ao vivo", gravado na casa de show carioca Jazzmania. Realizou ainda temporada no Teatro Rival, Rio de Janeiro.

Lançou, em 2000, o CD "Acertei no milênio", contendo suas composições "Coquinho", "Fila de ex-mulher" e a faixa-título, todas com Ricardo McCord, "Boemia do sono", "Sim, dói", "Viciei em você", "Raiado de amor" e "Garota Mata Hari", além de "Gota d'água" (Chico Buarque), "50 anos" (Cristóvão Bastos e Aldir Blanc), "All of me" (Marks e Sinome) e "Don't let me be misunderstood" (Marcus, Benjamim e Caldwel). A faixa "Viciei em você" foi incluída na novela "Desejos de mulher" (Rede Globo). Fez show de lançamento do disco no Teatro Rival (RJ).

Em 2001, apresentou-se, ao lado de Cida Moreira, no Espaço Cultural Baden Powell (RJ), dentro do "Projeto Ponte Aérea", que juntou artistas de São Paulo e do Rio.

Participou, em 2002, do projeto "Pão Music", no espetáculo "Maria Bethânia convida Lenine e Angela Rô Rô". Nesse mesmo ano, a Universal Music lançou em CD os seis discos gravados pela cantora na gravadora PolyGram: "Angela Ro Ro" (1979), "Só nos resta viver" (1980), "Escândalo" (1981), "Simples carinho" (1982), "A vida é mesmo assim" (1984) e "Eu desatino" (1985).

Em 2004 e 2005, apresentou, no Canal Brasil, o programa "Escândalo".

Em 2007, lançou o CD e DVD, "Angela Ro Ro ao vivo", gravado no ano anterior, no Circo Voador (RJ). No repertório, suas canções "Acertei no Milênio", "O cinema, a princesa e o mar", "Tola foi você", "A mim e a mais ninguém" (c/ Sergio Bandeira), "Amor meu grande amor" (c/ Ana Terra), além de "Escândalo", composta em sua homenagem por Caetano Veloso, "Joana Francesa" (Chico Buarque), "Ne me quittes pas" (Jacques Brel), "All of Me" (S. Simons e G. Marks) e "Night and Day" (Cole Porter).

Em 2011, retomou as gravações quinzenais do programa "Nas ondas da Ro Ro", produzido para a Rádio UOL e a TV Rival (com transmissão pela internet).

Em 2013, lançou o CD e DVD “Feliz da vida!”. No repertório, suas canções “De amor e mar” (c/ Ricardo Mac Cord), “Vou por aí...” (c/ Antonio Adolfo), “Capital do amor” (c/ Jorge Vercillo), “Muitas canções” (c/ Lana Braga), “Romance espetacular” (c/ Carlota Marques), “Beijos na boca” (c/ Sandra de Sá), “Tudo por um triz” (c/ Mario de Castro), “Canto livre” (c/ Ana Carolina), “Feliz da Vida!” (c/ Moska), “Amor meu grande amor” (c/ Ana Terra), “Fogueira”, “Ela sumiu”, “Opium”, “Salve Jorge!” e “Pinto velho”, além de “Malandragem” (Cazuza e Frejat). O projeto contou com a participação de Jorge Vercillo (na faixa “Capital do amor”), Sandra de Sá (na faixa “Beijos na boca”), Diogo Nogueira (na faixa “Salve Jorge!”), Frejat (nas faixas “Malandragem” e “Amor meu grande amor”) e Maria Bethânia (na faixa “Fogueira”). Em 2018, após 11 anos sem um disco de estúdio, lançou o álbum 'Selvagem'. Esse é o décimo álbum da carreira de sua carreira e o segundo pela Biscoito Fino — o primeiro foi Compasso, de 2006, que teve a parceria do tecladista e arranjador Ricardo Mc Card, com quem trabalhou as últimas três décadas. Os dois álbuns foram objetos de alguns shows individuais no Teatro Rival entre 2008 e 2018.  O novo álbum trouxe 11 canções inéditas e as letras foram consideradas pela crítica como bem construídas, algumas contundentes, outras com doses de humor. 

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Tom Jobim
3 Assis Valente
4 Nelson Cavaquinho
5 Música Sertaneja
6 João Gilberto
7 Hermeto Pascoal
8 Gilberto Gil
9 Ary Barroso
10 Chico Buarque