Busca:

Andréia Carneiro

Andréia Carneiro de Souza
1963 Rio de Janeiro

Dados Artísticos

Participou da Orquestra Rio de Violões e da Orquestra de Violões, dirigida por Turíbio Santos. Foi produtora do programa de Rádio "Trilhas contemporâneas". A partir de 1996, começou a desenvolver um trabalho , camerístico e de pesquisa com a viola de 10 cordas. Em 2002, defendeu, na UNI-Rio, a dissertação de mestrado "Do sertão para as salas de concerto - A visão de quatro violeiros". Em 2005, lançou na loja Modern Sound, em Copacabana, Rio de Janeiro, o livro "Viola instrumental brasileira", acompanhado de um CD, no qual foram gravadas técnicas e estilos de 11 mestres de viola,  encontrados em cidades dos estados de Minas Gerais, Goiás, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro, registrando mestres como Seu Manelim, Seu Minervino e Nego Valença. O projeto teve consultoria dos violeiros Roberto Corrêa e Paulo Freire que na ocasião do lançamento do livro se apresentaram com ela tocando o repertório contido no CD que acompanha o livro. Em 2007, participou, juntamente com os violeiros Paulo Freire, Roberto Corrêa, os mestres Seu Manoel de Oliveira e Toninho da Viola, e Cacai Nunes, do show "Viola Instrumental: Ponteados Ancestrais e Contemporâneos", realizado Caixa Cultural em Brasília. Na ocasião interpretou "Cantiga de cego" e "Mourão voltado", ambas de domínio público, com o violeiro Cacá Nunes, interpretou o baião "Qui nem jiló", de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, e com Manoel de Oliveira, Paulo Freire, Roberto Corrêa, Toninho da Viola, e Cacai Nunes, a toada "Luar do sertão", de Catulo da Paixão Cearense e João Pernambuco, e "Arara comeu pequi", de domínio público.

Mais visitados
da semana

1 Agnaldo Timóteo
2 Tiee
3 Claudio Cartier
4 Noel Rosa
5 Sivuca
6 Tom Jobim
7 Vinicius de Moraes
8 Gonzaguinha
9 Caetano Veloso
10 Luiz Gonzaga