Busca:

Ana Lúcia



24/6/2011 Santa Catarina

Dados Artísticos

Em 1959, lançou o LP "Ana Lúcia", contendo as faixas "Cheiro de saudade" (Djalma Ferreira e Luis Antônio), "Por que tinha de ser" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), "Esquecendo você" (Tom Jobim), "Destinos" (Djalma Ferreira e Luis Antônio), "Nada no meu coração" (Hervé Cordovil), "Tema do adeus" (Salathiel Coelho e Ribeiro Filho), "Chicote" (Aloísio Figueiredo e Nelson Figueiredo), "Cor do pecado" (Bororó), "Mundo mau" (Sidney Morais e Julio Rosemberg), "A outra face" (Celso Mendes Nogueira e Henrique Lobo), "O tempo e o vento" (Johnny Alf) e "Amar não é brinquedo" (Miranda e Maio).

Lançou, em 1961, o LP "O encanto e a voz de Anna Lúcia", registrando as canções "Verdade de amor" e "Moço da lágrima triste", ambas de Chico Feitosa e Maria Helena Toledo, "Quem foi" (Ribamar e Dolores Duran), "Água de beber" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), "Tema do boneco de palha" (Vera Brasil e Sivan Castelo Neto), "Brincadeira de amor" (Oscar Castro Neves e Giséle Savart), "Maria dos olhos grandes" (Caetano Zamma e Carlos de Queiroz Telles), "Ilusão à toa" (Johnny Alf), "O azul do céu" (Vera Brasil e Myriam Ribeiro), "Só amor em minha vida" (Luis Bittencourt e João Mello), "Canção para ninar meu bem" (Baden Powell e Vinicius de Moraes / Baden Powell) e "Se você vier" (Oscar Castro Neves e Luvercy Fiorini). O disco contou com a participação do maestro Carlos Monteiro de Souza na direção da orquestra.

Esteve no histórico concerto de bossa nova realizado em 1962 no Carnegie Hall, em Nova York, interpretando "Ah! Se eu pudesse" (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli), ao lado do Quarteto de Oscar Castro Neves. Sua participação consta no LP que registrou o evento, "Bossa nova at Carnegie Hall" (Audio Fidelity/1963).

Fez sucesso com o primeiro registro de "Samba em prelúdio" (Baden Powell e Vinicius de Moraes), gravada em dueto com Geraldo Vandré no LP "Geraldo Vandré" (Audio Fidelity/1964). Ainda em 1964, lançou o LP "Ana Lúcia canta triste", contendo as canções "Amei tanto" e "Tem dó", ambas de Baden Powell e Vinicius de Moraes, "Andam dizendo" e "Derradeira primavera", ambas de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, "Carinhoso" (Pixinguinha e João de Barro), "Acalanto" (Dorival Caymmi), "Diz que fui por aí" (Zé Keti e H. Rocha), "Valsa de Eurídice" (Vinicius de Moraes), "Homem de verdade" (Tuca e Consuelo de Castro), "Domingo azul do mar" (Tom Jobim e Newton Mendonça", "Meu todo bem" (Oscar Castro Neves e Luverci Fiorini) e "Balanço do mar" (Zil Rosendo). O disco, produzido por Paulo Cotrim, contou com a participação de Oscar Castro Neves (arranjos, regência, violão, e, nas faixas orquestrais, piano e celesta), Hector Costita (flauta), Zimbo Trio. Sua participação no programa "O fino da bossa" foi registrada no LP homônimo (RGE), gravado ao vivo no Teatro Paramount (SP) no dia no dia 25 de maio de 1964.

Participou, ainda, das seguintes coletâneas: "O melhor da bossa" (RGE/1965), "História da música popular brasileira - Vinicius de Moraes" (Abril Cultural/1971), "Nova história da música popular brasileira - Baden Powell e a bossa nova" (Abril Cultural/1978), "Geraldo Vandré - Série retrospecto vol.1" (RGE/1979), "A hora e a vez do samba vol. 2" (Continental/1979), "Testamento - A música e a poesia de Vinicius de Moraes vol. 2 (RGE/1981) e "Dorival Caymmi - Série Inesquecível - Grandes compositores" (RGE/1990).

Mais visitados
da semana

1 Rubem Confete
2 Ferrugem (Jheison Failde de Souza)
3 Pixinguinha
4 Tim Bernardes
5 Jacob do Bandolim
6 Nelson Cavaquinho
7 Niltinho Tristeza
8 Noel Rosa
9 Lúcia Menezes
10 Jota Raposo