Busca:

Alice Ribeiro

Alice Ribeiro
22/1/1917 Rio de Janeiro, RJ
20/6/1988 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1936, venceu o Concurso Nacional de Canto Carlos Gomes. Em 1944, gravou seu primeiro disco interpretando as músicas de câmara "Pourquoi Mentir" e "Si Vous Saviez", cujos autores não constaram no selo do disco. No mesmo ano, registrou a canção "Azulão" e "Modinha", ambas de Jaime Ovalle e Manuel Bandeira. Em 1948, gravou as canções "Folhinha Da Pimenta / Dona Janaína" e "Papai Noel", cujas autorias não foram indicadas no selo do disco. No mesmo, ano registrou na Odeon a "Toada Pra Você", de Oscar Lourenço Fernandez e Mário Andrade, e o "Desafio", de Manuel Bandeira e Francisco Mignone. Fez turnês nacionais e internacionais tendo apresentado-se nos Estados Unidos, França e nos países do leste europeu, especialmente na União Soviética. No Brasil, foi  solista das Orquestras Sinfônicas do Recife, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Distrito Federal. Em 1958, gravou pelo pequeno selo Uirapuru, especializada em lançar discos de música erudita e folclórica, o LP de dez polegadas "Cangerê", cantata em Tupi composta por Baptista Siqueira. O disco, que nunca foi relançado permanecendo praticamente inédito, tinha as faixas "Catira nº 1 - Evocação à Tupã", "Catira nº 2 - Evocação à Iara", "Catira nº3 - Defumação", "Catira nº 4 "Ritual do Cangerê", "Catira nº5 - Exaltação à Terra", "Catira nº 6 - Confraternização" e "Catira nº 7 - Encerramento". Em 1959, o LP "Cangerê" ganhou o prêmio "Cidade São Sebastião" como melhor composição erudita do ano, e ela, ganhou o mesmo prêmio como melhor intérprete. Também em 1959, gravou pela Sinter o LP "Interpreta Francisco Mignone e José Siqueira", um tributo aos maestros José Siqueira e Francisco Mignone, interpretando as composições "Quando o Coração Desabrocha", de Francisco Mignone, "Berimbau" e "Dona Janaina", de Francisco Mignone e Manuel Bandeira, "Cantiga de Ninar", de Francisco Mignone e Sybika, "Cantiga do Ai", de Francisco Mignone e Mário de Andrade, e "    A Menina Boba", de Francisco Mignone e Oneyda Alvarenga, "Madrigal", "Macumba do Pai Zuse", e "O Impossível Carinho", de José Siqueira e Manuel Bandeira, "Cantiga Para Ninar", de José Siqueira e Gilson de Castro, "Ciranda", de José Siqueira e Gabriel de Moura, "Meu Barco É Veleiro", de José Siqueira e Olegário Mariano, e "    Teus Oio" e "Paraná", de José Siqueira. Em 1960 recebeu o prêmio de "Melhor Cantora do Ano" da Associação Brasileira de Críticos Teatrais. No mesmo período, lançou o LP "Recital de música brasileira", pela gravadora Sinter com as músicas "Mulher Rendeira", "Casinha Pequenina", "Acalanto", e "Meu Engenho é de Humaitá", todas temas tradicionais, "Coco Peneruê", "Boi-bumbá", e "Abaluaiê", de Waldemar Henrique, "Engenho Novo", de Ernâni Braga, "Você", de J. Siqueira e A. Linhares, "Azulão", de Jaime Ovalle e Manuel Bandeira, "Xangô - Cantata Negra Para Soprano Coro Batuque e Orquestra Sinfônica", de José Siqueira, "Toada à exú II", "Toada para todos os santos de Umbanda", "Toada à Ogum (Região de Nagô)", "Toada à Exú (Região de Nogo)", "Toada à Ogum (Região de Umbanda)", "Bachianas Brasileiras Nº 5", de Villa-Lobos, "Ária (Cantilena)", poema de Ruth V. Correia, e "Dança (Martelo)", poema de Manuel Bandeira. Em 1962, gravou pelo selo Corcovado o LP "A voz de Alice Ribeiro na Canção do Brasil", com obras de Waldemar Henrique, Lorenzo Fernandez, Camargo Guarnieri, Francisco Mignone, Heckel Tavares e Ernani Braga.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Noel Rosa
4 Tiee
5 Bruno e Marrone
6 Cacaso
7 Caetano Veloso
8 Gonzaguinha
9 Paulinho da Viola
10 Samara