Busca:

Alice Gonzaga

Alice Gonzaga
11/4/1931 Salvador, BA

Dados Artísticos

Atuou na década de 1950, e estreou em discos pela Polydor em 1955, gravando com acompanhamento do Maestro Guaraná o samba-canção "Não me peças amor", de José Pereira e Costa e Silva, e o choro-baião "Eu disse não", de Nazareno de Brito e P. Barros. No mesmo ano, gravou com Guio de Morais e sua orquestra a marcha "Este bloco é meu", de Mirabeau, Milton de Oliveira e Jorge Gonçalves, e o samba "Semente do mal", de Paulo Pedreira, Osmar Marçal e Nelson Boexi, e com a orquestra dirigira por Enrico Simonetti, o bolero "Noites de frio", de Paulo Borges, e o samba-canção "Bagaço", de Toso Gomes e Jorge Gonçalves. Em 1956, gravou com acompanhamento de Guio de Morais e seu conjunto, a toada "A saudade bate forte", de Valdir Rocha, e o samba-canção "Nosso romance", de S. Matos e José Pereira. Contratada pela Todamérica em 1957, gravou com acompanhamento de Guio de Morais e sua orquestra, o fox-trot "Deep purple", de P. de Rose e M. Parish, com versão de Alberto Ribeiro, e o samba "Verão", de Renato Lima, Tufic Lauar e Bené Alexandre. No mesmo ano, gravou o beguine "Teus olhos entendem os meus", de Haroldo Eiras e Vitor Berbara, e o samba "Boatos", de Toso Gomes, Anastácio Silva e Osvaldo Fonseca. Em 1959, lançou os sambas-canção "Parece mentira", de Renato Lima e Amado Régis, e "Há de existir meu amor", de Getúlio Macedo e Lourival Faissal.

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Caetano Veloso
3 Noel Rosa
4 Dorival Caymmi
5 Tom Jobim
6 Luiz Gonzaga
7 João Gilberto
8 Festivais de Música Popular
9 Música Brega
10 Pixinguinha