Busca:

Alexandre Fonseca


5/4/1962 Pelotas, RS

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1979, em Porto Alegre (RS), como um dos integrantes do grupo instrumental Cheiro de Vida, juntamente com Carlos Martau, André Gomes e Paulinho Supekóvia. Em 1980 participou da gravação do LP "Sinal de alerta", de Diana Pequeno, e da turnê nacional da cantora. Dois anos depois, gravou com seu conjunto o LP "Cheiro de Vida". Em 1983 acompanhou em shows vários artistas gaúchos como Nei Lisboa, Bebeto Alves e Grupo Caverá, entre outros. A partir do ano seguinte, começou a trabalhar com Vítor Ramil. Em 1985 mudou-se para o Rio de Janeiro, e passou a fazer parte da banda da dupla Kleiton & Kledir. Nos anos seguintes, participou de shows e gravações de diversos artistas como Evandro Mesquita, Fito Paez, Robertinho do Recife, Verônica Sabino, Guilherme Dias Gomes, Luciano Alves, Torcuato Mariano e Leo Gandelman. Paralelamente, apresentou-se com o grupo Cheiro de Vida, no eixo Rio-Porto Alegre. Em 1989 passou a fazer parte do grupo de Pepeu Gomes, com quem atuou em turnês nacionais e internacionais. Com o guitarrista, participou do Montreux Jazz Festival (Suíça) e do Free Jazz Festival (RJ), além de ter gravado o LP ao vivo "On the road" e, mais tarde, o CD "Sexy Iemanjá", em que atuou também como arranjador. No ano seguinte, integrou a banda de Marina Lima, acompanhando a cantora em shows e na gravação do CD "Próxima parada". Em 1991 participou da gravação do disco e da turnê nacional de Moraes Moreira e Pepeu Gomes.

Participou de festivais de música realizados na Espanha, no ano seguinte, ao lado do Maestro Zé Gomes e de Dércio Marques. Em 1993 atuou, como instrumentista e compositor, no CD "Astro disc", um projeto realizado pela gravadora PolyGram. Ainda nesse ano, trabalhou com Fausto Fawcet, no show "Básico instinto". Em 1994 gravou no CD "Morena", de Simone Moreno, e atuou em shows de Lobão. Também naquele ano, trabalhou em estúdio com Roberto Menescal, na gravação dos discos de Pery Ribeiro e Lucho Gattica. Em 1995 atuou com Léo Jaime e apresentou-se com Pepeu Gomes e Armandinho em um projeto instrumental. No ano seguinte, viajou com Simone Moreno para a Europa, participando das apresentações da cantora, com destaque para o 30º aniversário do Montreux Jazz Festival, na Suíça.

De volta ao Brasil, continuou atuando com Léo Jaime, Pepeu Gomes, Vítor Ramil e Kleiton & Kledir. Assinou, também, parte dos arranjos e a co-produção do CD "Dois", que marca o retorno da dupla ao cenário artístico nacional. Em 1997 participou da turnê nacional de divulgação do CD "Dois", com Kleiton & Kledir.

Atuou, ainda nesse ano, em shows de Deborah Blando, realizando a turnê nacional de divulgação do CD "Unicamente", lançado pela cantora. Gravou no CD de Frank Solari e no CD "Ramilonga", de Vítor Ramil, com quem se apresentou no sul do país e no Rio de Janeiro.

Em 1998 participou, com André Gomes e Frank Solari, do show de abertura do Mercado Internacional do Disco e Editores Musicais (MIDEM), realizado em Cannes (França). Ainda nesse ano, tornou-se "endorser" da Premier, tendo recebido uma bateria modelo Genista (feita sob encomenda em função das medidas fora do padrão industrial). Atuou em workshops com Pepeu Gomes e Frank Solari, e em shows de Baby do Brasil e do grupo Os Novos Baianos. Gravou no CD solo de Syang (ex-guitarrista da banda P.U.S.). Viajou para Buenos Aires (Argentina), onde participou do I Festival Internacional do Tango, com o show "Ramilonga". Em 1999 gravou a trilha sonora do filme "No coração dos deuses", ao lado de Igor Cavalera, Andreas Kisser e André Moraes, apresentada pelos instrumentistas, em seguida, em show realizado no Rock in Rio Café (RJ). Ainda nesse ano, formou, com André Moraes, Denner Campolina e Henrique Zumpichiatti, a banda de rock Infierno, com a qual realizou shows de abertura para o grupo Sepultura pelo Brasil. Participou, como instrumentista, dos CDs "Wherever I go", de Dudu Trentin (assinando também a co-produção musical), "Intuitiva", de Hannah Lima e "Forza sempre", de Jerry Adriani, além de ter atuado na gravação do acústico de Pepeu Gomes e no disco do cantor baiano Netinho. Atuou em shows da banda Infierno, Hannah Lima, Jerry Adriani e Syang (com quem realizou o show de abertura para o grupo Echo & The Bunnyman). Gravou o especial "Tributo a Renato Russo", realizado no Metropolitan (RJ) pelo canal Multishow, que gerou o CD homônimo, gravado ao vivo. Integrou a banda anfitriã, ao lado dos ex-integrantes do Legião Urbana (Carlos Trilha, Fred Nascimento e Gian Fabra), acompanhando os artistas que participaram do projeto: Cassia Eller, Toni Garrido, Arnaldo Antunes e Edgar Escandura, Vinny, Paulo Ricardo, Paulinho Moska, Flávio Venturini, Vanessa Barum, Cris Braun e Tony Platão, entre outros.

Em 2000 acompanhou Pepeu Gomes em shows de Reveillón e Carnaval realizados pelo guitarrista.

Ainda nesse ano, atuou com Vanessa Rangel, Hannah Lima, Arícia Mess e Leo Gandelman, além de ter-se apresentado em várias capitais do país com a banda Infierno, com a qual gravou a faixa "Satélites" para o CD da Revista TRIP#76.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Caetano Veloso
4 Noel Rosa
5 Tiee
6 Gilberto e Gilmar
7 O Trio do Brasil
8 Samara
9 Zé Paulo
10 Bruno e Marrone