Busca:

Alexandre Birkett

Alexandre Birkett Silvino
17/12/1963 Santos, SP

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1986. Atuou com Renato Martins, Selmma Carvalho, Blen Blen Brasil Big Band e Banda Gumbo.

De 1987 a 1993, integrou o quadro de professores do Centro Livre de Aprendizagem Musical (CLAM), lecionando na filial de Santos.

Em 1991, começou a trabalhar com a cantora Tutti Baê, compondo, escrevendo arranjos e atuando em apresentações pelo Brasil.

No ano seguinte, participou do projeto “Via Paulista”, com Luis Melodia e Tutti Baê.

Em 1999, participou da banda 5B (Blen Blen Brasil Big Band ), tocando guitarra e escrevendo os arranjos. Nesse mesmo ano, gravou, com o contrabaixista Washington Soares, o CD de música instrumental “Trem pra Ribeirão”, contendo as faixas “São Francisco”, “Chuva no mar”, “Piavú/Trem prá Ribeirão”, “Pequeno sortilégio”, “O segredo do caminho” e “Fenway Park”, todas de sua autoria, “Aconcágua”, “Trinidad”, “Moleque levado” e “Infância”, todas de autoria de Washington Soares, e “Urrou” (domínio popular). Nesse mesmo ano, fez o circuito de música instrumental pelo Brasil, tocando em Natal, Florianópolis, Salvador, Alfenas e no interior paulista. Também em 1999, participou do projeto “A Casa do Jazz” (Sesc Pinheiros), no qual atuaram também o contrabaixista Nico Assumpção, o saxofonista Vinicius Dorin, o trompetista Nahor Gomes, o trombonista Sidney Borgani e o baterista Bob Wyatt, entre outros. Ainda nesse ano, acompanhou, em São Paulo, o compositor e cantor inglês Robert Davill em turnê brasileira.

Em 2000, foi homenageado na Base Aérea de Santos, tocando com a Big Band da FAB no concerto alusivo ao Dia do Aviador.

No ano seguinte, lançou, novamente com Washington Soares, o CD “Feira livre”, registrando suas composições “Chiquita Síria”, “Viva São João!!!”, “Bicho preguiça”, “Engenho São Jorge dos Erasmos”, “Gaia”, “Estação Paranapiacaba”, “Saci” e “Santa Fé”, além de “Fogo na chaleira”, “Samba do amnhecer”, “Feira livre”, “Eterna” e “Milongueiro”, todas de Washington Soares, e “Posto de monta” (domínio popular). Também em 2001, formou a Banda Gumbo, misturando R&B, Soul, Funk e Jazz.

Em 2002, gravou, em duo com o percussionista Robertinho Silva, o CD “Mixtura brasileira”, contendo as faixas “Bbatuque na serra”, “No caminho dos dervishes”, “Sonny Rollins”, “Fenway Park”, “Rio São Francisco”, “Évora”, “Rua XV”, “Jimsemba” e “Corrupio”, todas de sua autoria, além de “Duna” (Robertinho Silva). Também nesse ano, participou do CD “Mosaico” (Vitale), da cantora Tutti Baê, como músico e arranjador.

Mais visitados
da semana

1 Dorival Caymmi
2 Luiz Gonzaga
3 Elza Soares
4 Assis Valente
5 Caetano Veloso
6 Nelson Gonçalves
7 Jane e Herondy
8 Noel Rosa
9 Tom Jobim
10 Nelson Cavaquinho