Busca:

Airto Moreira

Airto Guimorvan Moreira
5/8/1941 Itaiópolis, SC

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1954, integrando o conjunto Jazz Estrela.

Em 1956, mudou-se para Curitiba (PR), onde trabalhou como crooner de casas noturnas.

Em 1958, atuou em boates das Docas de Santos (SP). Em seguida, mudou-se para São Paulo (SP), onde integrou, como percussionista, o Guimarães e seu Conjunto.

Em 1962, passou a fazer parte do Sambalanço Trio, juntamente com César Camargo Mariano (piano) e Humberto Claiber (baixo). Com o grupo, apresentou-se no Juan Sebastian Bar e atuou em shows com Lennie Dale no Teatro de Arena (SP) e na boate Zum Zum (RJ), além de ter gravado vários discos. Fez parte, também, do Sambossa Trio.

Em 1966, participou, ao lado de Tuca, do Festival Nacional de Música Popular (TV Excelsior, SP), defendendo a canção "Porta-estandarte" (Geraldo Vandré e Fernando Lona), classificada em 1º lugar no evento.

De 1966 a 1969, integrou o Quarteto Novo, juntamente com Teo de Barros (contrabaixo e violão), Heraldo do Monte (viola e guitarra) e Hermeto Pascoal (flauta). Com o grupo, gravou o LP "Quarteto Novo" e participou, em 1967, do III Festival de Música Popular Brasileira (TV Record), acompanhando Edu Lobo e Marília Medalha na interpretação de "Ponteio" (Edu Lobo e Capinam), canção classificada em 1º lugar no evento. Assinou, em parceria com Edu Lobo, o arranjo da composição. No fim da década de 60, mudou-se para os Estados Unidos.

Em 1970, lançou o LP "Natural feelings", no qual registrou composições próprias, como "Alue" (c/ Flora Purim) e "Liamba", e outras de autoria de Hermeto Pascoal, como "Terror" e "Frevo".

Em 1971, gravou o LP "Seeds on the ground - The natural sound of Airto", interpretando obras de Hermeto Pascoal, como "Andei", "Papo-furado", "Juntos" (c/ Flora Purim), "Uri" (c/ Googie) e de outros autores.

Entre 1970 e 1972, fez parte do conjunto de Miles Davis, ao lado de Chick Corea, Wayne Shorter e outros. Gravou, com o grupo, o LP "Miles Davis at Fillmore". Em seguida, integrou o conjunto Return to Forever, ao lado de Chick Corea, com quem lançou dois discos.

Em 1973, formou o grupo Fingers, com o qual lançou o LP "Free", no qual se destacam canções como "Return to forever" (Chick Corea), "Flora's song" (Flora Purim), "Lucky southern" (Keith Jarret) e "Arroio" (Vitor Assis Brasil), entre outras, além da faixa-título de sua autoria. Ainda nesse ano, gravou o LP "Fingers", registrando "Romance of death", "Wind chant" e "Parana", todas de Hugo Fattoruso, "San Francisco river" (Flora Purim) e composições próprias como "Tombo in 7/4" e "Merry-go-round" (c/ Flora Purim), além da faixa-título (Eduardo Uzeta e R. Rada).

Em 1974, dissolveu o grupo e passou a atuar como solista, utilizando vários instrumentos de percussão. Também nesse ano, gravou o LP "Virgin land", contendo "Stanley's tune" (Stanley Clarke), além de composições de sua autoria como a faixa-título, além de "Hot sand" e "I don't have to do what I don't want to do" (c/ G. DeLorme). Ainda em 1974, lançou, com Eumir Deodato, o LP "Deodato/Airto in concert".

Em 1975, formou um novo conjunto com Egberto Gismonti (teclados), Raul de Souza (trombone), Ted Lô (órgão, sintetizador e violino elétrico), Robertinho Silva (bateria e percussão), John William (contrabaixo elétrico e acústico) e Davi Amaro (guitarra, violão acústico e viola de 12 cordas). Ainda nesse ano, lançou o LP "Identity", destacando-se composições de sua autoria como "Bruxos (The magicians)" (c/ Egberto Gismonti e Geraldo Carneiro), "Lendas (Tales from home)" (c/ Egberto Gismonti e Paulinho Tapajós) e a faixa-título, além das canções "Encounter (Encontro no bar)" (Egberto Gismonti e Geraldo Carneiro) e "Wake up song (Canção de acordar)" (Egberto Gismonti e Novelli), entre outras.

Em 1976, gravou o LP "Promises of the sun", com as canções "Georgiana", "Batucada", "Zuei" e Candango", todas de sua autoria, além de outras como a faixa-título (Milton Nascimento),"Circo marimbondo" (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos), "Lá de casa" (Novelli) e "Ruas do Recife" (Marcos Valle, Novelli e Paulo Sérgio Valle).

Em 1977, lançou o LP "I'm fine, how are you?", com destaque para canções de sua autoria como a faixa-título e "The happy people", além de "The road is hard (But we're going to make it)" (Flora Purim) e "La tumbadora" (Hugo Fattoruso e Rada), entre outras.

Em 1979, gravou "Touching you, touching me", registrando composições próprias como "Open space" (c/ Hugo Fattoruso), "Introduction to the end" e "Heart beat" (c/ M. Colombier), além de canções como "It's not a ballad" (José Roberto Bertrami) e "Partido-alto" (Alexandre Malheiros e José Roberto Bertrami), entre outras. Atuou como solista ao lado de Paul Simon, Quincy Jones e Herbie Hancock.

Em 1984, lançou o disco "Missa espiritual - Airto's brazilian mass", com as faixas "Entroito", "Kyrie", "Glória" e "Comunhão", de sua autoria.

Ainda na década de 1980, atuou ao lado de Flora Purim, sua esposa desde o final da década de 1960, com quem lançou os discos "Humble people", "The magicians", "Three-way mirror", com Joe Farrell, "Samba de Flora", "The colours of life" e "The sun is out".

Em 1989, gravou o LP "Struck by lightinings". Participou de trilhas sonoras de diversos filmes, como "O exorcista", "O último tango" e "Apocalypse now", entre outros. Excursionou pelos Estados Unidos, América Latina, Europa e Japão, ministrando cursos e palestras em universidades e realizando shows.

Na década de 1990, teve seu interesse despertado pela "world music" e pela "dance music", a partir do remix de suas composições ou de música regional brasileira, marroquina e africana, assinando a produção musical de trabalhos de vários grupos para a gravadora inglesa Melt 2000. Gravou, em 1992, o CD "The other side of this" e, no ano seguinte, o CD "Killer bees". Formou, com Flora Purim, José Neto, Gary Brown e Jovino Santos, o conjunto Fourth World, com o qual lançou vário discos e excursionou pelo mundo, apresentando um trabalho na área da "world music", que mistura bossa nova, samba e jazz.

Em 2000, lançou o CD "Homeless".

Em 2002, esteve no Brasil para ministrar uma série de workshops com oficinas de percussão e shows em São Paulo, Rio de Janeiro, Londrina e Recife. Nesse mesmo ano, apresentou-se na casa noturna Mistura Fina (RJ), onde apresentou-se com o grupo Mistura 4, formado com Luiz Avellar (piano), Ney Conceição (baixo) e Widor Santiago (saxofone). Nesse ano, o Governo Brasileiro, através do Consulado Brasileiro em Los Angeles, concedeu-lhe a Comenda da Ordem do Rio Branco. Foi eleito pelo quarto ano consecutivo o Melhor Percussionista do Ano pela "Drum Magazine" e recebeu o primeiro lugar como Melhor Percussionista do Ano pela "Downbeat Magazine", que o premia desde os anos 1980. Ainda em 2002, representou o Brasil na reabertura da Biblioteca de Alexandria, no Egito.

Em 2003, voltou ao Brasil, onde atuou com Flora Purim na turnê de shows do CD "Speak no evil", lançado pela cantora.

Foi homenageado pelo baterista Charlie Watts, do grupo Rolling Stones, com a música "Airto".

É professor de Etnomusicologia da UCLA.

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 Dorival Caymmi
3 Hermeto Pascoal
4 Música Sertaneja
5 Caetano Veloso
6 Luiz Gonzaga
7 Daniela Mercury
8 Tom Jobim
9 Nelson Gonçalves
10 Noel Rosa