Busca:

Abdon Milanez

Abdon Milanez
10/8/1858 Areias, PB
1/4/1927 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira artística como compositor teatral. Escrevia operetas e revistas representadas com sucesso nos teatros Sant'Ana, Lucinda, Apolo, Fênix etc. Sua primeira obra, a opereta "Donzela Teodora", com libreto de Arthur Azevedo, estreou em março de 1886 no Teatro Sant'Ana. Musicou ainda as peças "A loteria do amor", de Coelho Neto; "O bico do papagaio", de Eduardo Garrido, e "A chave do inferno", de Castro Lopes, todas com muito êxito. Embora não possuísse formação tradicional como compositor, escreveu a ópera "Primizie", em um ato, com libreto de Heitor Malagutti, que estreou em 1904, no Rio de Janeiro, tendo sido novamente encenada em 1921, no Teatro Municipal.

Compôs ainda o "Hino da abolição", a "Marcha da imprensa", para orquestra e coros e ainda músicas sacras - missas, te-déums, ladainhas, etc, que eram geralmente executadas na igreja da Cruz dos Militares. Em 1916, substituiu o compositor Alberto Nepomuceno na direção da Escola Nacional de Música, cargo que exerceu até aposentar-se em 1922. Em sua gestão, foi terminada a construção do prédio da Rua do Passeio, tendo sido inaugurado em 1922 o Salão Leopoldo Miguez.

Além de partituras para operetas e revistas, compôs marchas, valsas, quadrilhas, lundus, entre outros gêneros populares. Em 1927, ano de sua morte, o barítono Roberto Vilmar gravou para a Odeon seu tango canção "Ai!...".

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Caetano Veloso
3 Dorival Caymmi
4 Luiz Gonzaga
5 Tom Jobim
6 Festivais de Música Popular
7 Ângela Maria
8 Irmãs Galvão
9 Beth Carvalho
10 Chitãozinho e Xororó